Os regimes mais assassinos de sempre

Apesar de estarmos noutro século, o século XXI, aliás, até estamos já noutro milénio, mas nos podemos esquecer que o século passado, o século XX, foi um século que testemunhou à morte e a chacinas numa escala sem precedentes.

Infelizmente, apesar de ter sido um século de evoluções tecnológicas, foi também um século marcado pelo Holocausto e duas guerras mundiais. Ficou conhecida pelos comunistas, nazistas, fascistas e ditadores militares, que ao todo mataram mais de 100 milhões de pessoas.

Abaixo segue os 12 ditadores por ordem dos que morreram às mãos das suas regras. E quando as guerras que travavam se revelaram impopulares e insuportáveis, foi posto um ponto final graças à pressão da opinião pública.

Sendo que os mais infames e que ficarão nos livros de historia para todo o sempre:

Os regimes mais assassinos de sempre

Mao Zedong – China entre 1949-76, regime comunista e fez 60 milhões de vitimas. Sendo considerado o maior assassino em massa de toda a historia. A maioria das suas vitimas foram chineses.

Joseph Stalin – União Soviética entre 1929-53, regime comunista e fez 40 milhões de vitimas. Ganhando assim o segundo lugar em maior assassino em massa. Stalin impôs deliberadamente fome na Ucrânia, onde matou milhões de camponeses saudáveis.

Adolf Hitler – Alemanha entre 1933-45, regime nazi e fez 30 milhões de vitimas. Foi o protagonista do Holocausto, onde matou 6 milhões de judeus.

Loading...

Este website usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close